MOITAMACEDO 1930 | 1983      
Versão Portuguesa
   
Home Biografia Obras Notas Críticas Referências Publicações Textos do Autor Exposições e Colecções Prémios Mutimédia Comentários
   


 
 
Moita Macedo (1930-1983), deixa agora registo da sua apaixonada mão de pintor. Lírico e expressionista, gestual, abstracto, trágico, pintor e poeta, sofreu a vida do homem que sofre e sonhou em palácios para o homem que não se atreve a sonhar. A sua vida foi cansativa e breve, mas deixou obra suficiente para ser considerado um nome insubstituível, testemunho fiel de um tempo escuro, tingido de lutos e de sofrimentos.

Moita Macedo, pintor do homem curvado pela dor e poeta de caminhos que nos levam à luz, está a exigir uma grande antologia, com uma nova leitura da sua obra, ordenada ao ritmo do seu coração, que foi valente, generoso, solidário, solitário, como as ondas, morrendo e renascendo em cada instante.

As tintas chinesas, as suas abstracções, o seu lirismo, o seu tragicismo, a sua expressão plástica, acompanha os seus poemas, mais existenciais, mais referenciais, onde milita a dor pela humanidade e algo extremamente feridor, que o mundo nunca quer que o salvem. Romântico, social, inocente, formosamente humano, sentinte, dolente, Moita Macedo!

 
 
Tomás Paredes, Presidente da Associação de Críticos de Arte de Madrid , 2010
 
 

 

 


Exposição - Palácio da Bolsa, Porto - Até dia 7 de Fevereiro de 2016
  "Antecipação - Pintura e poesia de Moita Macedo "
 

A Cordeiros Galeria, com o apoio da Associação Comercial do Porto, tem o prazer de o convidar para visitar a exposição P2 - A Antecipação - Pintura e poesia de Moita de Macedo, que se realiza no Porto, de 12 de Dezembro a 7 de Fevereiro, no Palácio da Bolsa.

Catálogo da Exposição em pdf

Convite

 

Exposição - Câmara Municipal de Elvas - Julho a Setembro 2014
  "Agora venho de outras partes"
 

A Câmara Municipal de Elvas convida V.Exa a estar presente na inaguração da exposição temporária do artista plástico Moita Macedo, Moita Macedo/Agora venho de outras partes, no dia 27 de Julho (Domingo), pelas 18:00H, no Museu de Arte Contemporânea de Elvas.
A Exposição estará patente ao público até ao dia 28 de Setembro de 2014.

Catálogo da Exposição em pdf

Convite

 

Exposição - Sociedade de Geografia de Lisboa - Dezembro 2013
  "Moita Macedo - Branco e Negro ’"
 

O Presidente da Sociedade de Geografia de Lisboa e a Cordeiros Galeria têm a honra de convidar V. Ex.ª e Exma. Família a assistirem à Sessão de Inauguração da Exposição de Pintura “Branco e Negro”, de Moita Macedo que se realizará no próximo dia 17 de Dezembro de 2013 (terça-feira) pelas 18h00 na Sala Portugal.
A Exposição estará patente ao público entre 18 de Dezembro de 2013 e 17 de Janeiro de 2014, de segunda a sexta-feira entre as 10h00 e as 16h00 e nos Sábados e Domingos (dias 21, 22 e 28, 29 de dezembro) entre as 15h00 e as 19h00.

Rua das Portas de Santo Antão, 100 | 1150-269 LISBOA
Telf: 21 3425401/5068

Convite em pdf

Fotografias da Exposição

 

 Jornal Expresso - 22 de Junho de 2013
  Cem por cento - Nicolau Santos
 

Poema de Moita Macedo publicado no jornal Expresso por Nicolau Santos.

Pdf com o Artigo

 

Jornal Expresso - 15 de Janeiro de 2011
  "Moita Macedo. ‘De Manhã’"
 

De manhã peguei no telefone
para te informar que lá fora fazia sol
A razão era a lembrança das tuas pestanas
a quem teimosamente eu e os poetas
continuamos a chamar cílios. Os teus cílios.
Após a explicação antecedente
volto a chamar-lhes assim.

Artigo completo

 

 Lançamento do CD
  "Poesia de Moita Macedo"
 

Poemas extraídos do livro "Poemas Moita Macedo", Estar Editora, Lisboa, 2002.
Poderá ouvir alguns poemas no menu Multimédia.
CD à venda na FNAC.

 

     
     
     
     
     
Moita Macedo 2009 | Todos os direitos reservados | Optimizado para IE 6 | Resolução 1024x768 | Contacto